Tamanho dos Textos

Aumentar Diminuir

Deficiência Visual

Ativar alto contraste

Deficiência de Fala

Instalar tradutor Libras

Alterar Idioma

Espanhol Inglês Português
Guia de Cuidados para Saúde Mental em tempos de Pandemia (Fonte: Organização Mundial da Saúde, 2020.)
inserida em 16/04/2020

''Há um lado da pandemia de coronavírus que precisa ser cuidado, principalmente, neste momento que se pede para a população ficar me casa para evitar que o vírus continue se espalhando: a saúde emocional. Isso porque a doença está gerando ansiedade e medo pelo risco de contaminação, isolamento, desemprego e muita incerteza sobre o futuro. A Organização Mundial da Saúde publicou um guia com cuidados para a saúde mental durante esse período de emergência sanitária.''

Guia de Cuidados para Saúde Mental em tempos de Pandemia (Fonte: Organização Mundial da Saúde, 2020.)

AOS PROFISSIONAIS DE LINHA DE FRENTE

- CUIDADO COM JULGAMENTOS
É importante reconhecer que as pessoas infectadas não fizeram nada errado e merecem nosso apoio, compaixão e gentileza;

- CIRCULE O MENOS POSSÍVEL!
Sabemos que a equipe de linha de frente está lutando bravamente e comparecendo ao trabalho, contudo, evite se deslocar a outros locais (cada de parentes, mercados) sem que haja real necessidade;

- CUIDE-SE!
É preciso cuidar de nós para que possamos cuidar do outro. Respeite seu tempo de descanso entre os turnos, mantenha uma alimentação saudável, se exercite (em
casa) nas folgas e estabeleça contato virtual com a sua família e amigos;

- FIQUE ATENTO ÀS “FAKE NEWS”
Nem tudo o que é recebido pelo WhatsApp e outras mídias sociais ou o que se ouve pelos corredores é verdade. Procure se basear em fontes seguras;

- VOCÊS SÃO HUMANOS
Pessoas que estão na linha de frente frequentemente se sentem esgotados e pressionados frente às situações caóticas que enfrentam na assistência ao paciente. É NORMAL se sentir assim, aceite e compartilhe esses sentimentos com quem você sentir confiança; O serviço de Psicologia do Hospital do Rocio está preparando uma série de ações para te auxiliar nesse momento!

- LEMBRE-SE E VALORIZE EXPERIÊNCIAS POSITIVAS
Quando sentir medo e preocupação, lembre de situações adversas pelas quais passou e superou. Essa será mais uma delas;

- ATENTE-SE AOS ESCAPES PARA O ESTRESSE
Situações estressantes costumam ser gatilhos para o uso de álcool, tabaco e outras drogas;


AO PÖ;BLICO GERAL
- FIQUE ATENTO ÀS “FAKE NEWS”: Nem tudo o que é recebido pelo WhatsApp e outras mídias sociais (ou que o ouvimos pelos corredores é verdade). Procure se basear em fontes seguras, como site do ministério da saúde (www.coronavirus.gov.br) e do Governo do Paraná (www.coronavirus.pr.gov.br);

- O BOMBARDEIO DE NOTÍCIAS PODE GERAR ANGÖ;STIA E APREENSÃO
Procure se informar sobre a pandemia cerca de uma ou duas vezes ao dia, é o suficiente para se manter atualizado(a);

- CUIDE DE VOCÊ!
Mantenha uma dieta saudável e se exercite com regularidade, respeitando as orientações de prevenção ao coronavírus. Com a saúde física em dia, o corpo fica mais resistente às adversidades;

- APROVEITE O ISOLAMENTO SOCIAL
Transforme esse “problema” em algo prazeiroso. Leia, ouça música, coloque em dia atividades caseiras que trazem bem estar, mantenha contato virtual com sua família e amigos;

- NÃO INTERROMPA TRATAMENTOS DE SAÖ;DE
Principalmente se você faz parte de algum grupo de risco, entre em contato com a Unidade de Saúde referência para saber como proceder;

- DIALOGUE PARA RESOLVER CONFLITOS
Com mais pessoas nas casas e com a natural apreensão que a pandemia traz, conversar é a melhor solução para estabelecer o espaço de cada um, com respeito;

- SEJA SOLIDÁRIO
Se de alguma forma você puder ajudar alguém, com qualquer gesto e sem se colocar em perigo, AJUDE! Atitudes positivas auxiliam não só quem as recebe, mas também quem as faz;

- LEMBRE-SE E VALORIZE EXPERIÊNCIAS POSITIVAS
Quando sentir medo e preocupação, lembre de situações adversas pelas quais passou e superou. Essa será mais uma delas;

- ATENTE-SE AOS ESCAPES PARA O ESTRESSE
Situações estressantes costumam ser gatilhos para o uso de álcool, tabaco e outras drogas;

- COMPARTILHE SEUS SENTIMENTOS
É normal sentir angústia e medo frente a situações como a de uma pandemia. Aceite e compartilhe seus sentimentos com quem você sentir confiança;

- NÃO ESQUEÇA, SIGA AS ORIENTAÇÕES PREVENTIVAS
Higienize as mãos com frequência, evite aglomerações e, se puder, FiQUE EM CASA;

CUIDADO COM AS CRIANÇAS
- Ajude as crianças a expressarem, de forma positiva, seus medos e ansiedades. Jogos e desenhos podem ajudar. As crianças se sentem melhor e mais aliviadas quando podem comunicar os sentimentos;

- Principalmente nesse momento em que as crianças estão em casa, procure manter algumas das rotinas familiares. Isso auxilia os pequenos a não “sofrem” com tantas mudanças impostas;

CUIDADO COM IDOSOS E PESSOAS DO GRUPO DE RISCO
- Compartilhe fatos simples sobre o que está acontecendo, com informações claras a respeito da redução de riscos e infecções. Utilize palavras fáceis para quem tem dificuldade de entendimento. Colocar as informações de prevenção, como a lavagem das mãos, em escrito ou em pinturas e figuras podem auxiliar;

- NÃO INTERROMPA TRATAMENTOS DE SAÖ;DE
Não deixe de tomar suas medicações e, caso seja necessário, solicite suporte para a Unidade de Saúde mais próxima ou então, conte com a ajuda de amigos e familiares;

PESSOAS EM ISOLAMENTO
- Mantenha contato com amigos e familiares com o auxílio da tecnologia, ainda que isolado tente ao máximo estabelecer uma rotina com exercícios físicos constantes, sono regular e dieta saudável;

-Uma enxurrada constante de notícias sobre o surto pode levar qualquer um à ansiedade e ao estresse. Siga as notícias confiáveis e evite boatos e “fake news” que vão somente causar mais desconforto;

- Fique atento aos seus sentimentos, e se preciso, peça ajuda. Existem profissionais atuando de forma online para te ajudar nessa fase;



Créditos: