Tamanho dos Textos

Aumentar Diminuir

Deficiência Visual

Ativar alto contraste

Deficiência de Fala

Instalar tradutor Libras

Alterar Idioma

Espanhol Inglês Português
Multirão de Cirurgias Eletivas
inserida em 26/01/2020

''O Governo do Paraná está realizando um grande movimento para reduzir a fila de espera por cirurgias eletivas de média complexidade. O objetivo é, em um ano, realizar 30 mil procedimentos eletivos. A expectativa é ampliar em 50% o número de procedimentos realizados no período de 12 meses.''

OBJETIVOS

Estabelecer estratégia de ampliação do acesso aos procedimentos cirúrgicos eletivos, em especial aqueles com demanda reprimida identificada

Reduzir as desigualdades regionais e por especialidade dos procedimentos cirúrgicos em todo Paraná

Zerar a demanda para realização de cirurgias de Catarata

Reduzir ao máximo o tempo de espera para a realização dos demais procedimentos cirúrgicos eletivos de média complexidade

VIGÊNCIA:

1 de setembro de 2015 a 31 de agosto de 2016

RECURSOS ESTIMADOS:

R$ 33 milhões do tesouro estadual

META ESTIMADA:

30 mil cirurgias no período de um ano

ETAPAS

Levantamento pelas Regionais de Saúde da fila de espera de procedimentos cirúrgicos de média complexidade por especialidade

Resolução da SESA instituindo o Mutirão Paranaense de Cirurgias Eletivas de Média Complexidade

Criação de grupos condutores a fim de planejar, monitorar e avaliar o mutirão no âmbito da região de Saúde. O grupo será presidido pelo Diretor da Regional de Saúde e será composto por representação do município sede e de outros dois municípios designados pelo CRESEMS

Pactuação na CIB Estadual

Qualificação da fila de espera em articulação com as Secretarias Municipais de Saúde

Programação dos procedimentos com oferta na rede prestadora de serviços do SUS das Cirurgias Eletivas e vinculação da demanda nos prestadores existentes

Realização de convênios com instituições parceiras e chamamento público para procedimentos de especialidade com oferta crítica

ESTRATÉGIAS

Garantir escala para viabilizar a oferta de serviços

Organizar transporte sanitário

Realizar exames pré-operatórios no âmbito local e regional

Internação em Hospital Dia reduzindo o tempo de permanência

FLUXOS DE ENCAMINHAMENTOS PARA PROCEDIMENTOS CIRÖ;RGICOS ELETIVOS

Sintético

HOSPITAIS DE REFERÊNCIA ESTADUAL

Hospital Angelina Caron - CAMPINA GRANDE DO SUL
Hospital Nossa Senhora do Rocio - CAMPO LARGO
Hospital Regional João de Freitas - ARAPONGAS
Hospital Metropolitano de Sarandi - SARANDI

1° Nível - Cidades

HOSPITAL DE REFERÊNCIA REGIONAL

Hospitais que compõem a Rede HOSPSUS
Hospitais estratégicos definidos pelo grupo condutor

2° Nível - Regional

SERVIÇOS DE OFTALMOLOGIA DE REFERÊNCIA

Hospital de Olhos de Campo Largo e Curitiba
Hospital de Olhos HOFTALON de Londrina
Hospital do Norte Pioneiro de Jacarezinho
Santa Casa de Paranavaí

3° Nível - Macrorregional

4° Nível - Curitiba, Londrina, Campina Grande do Sul, Campo Largo, Sarandi e Arapongas

SITUAÇÃO ATUAL - PARANÁ

Demanda Reprimida - 67.878 Cirurgias Eletivas

Ortopedia - 12.415
Ginecologia - 10.113
Cirurgia Geral - 9.260
Otorrinolaringologia - 6.687
Catarata - 5.251
Urologia - 4.684


DIVISÃO POR REGIONAIS

MACRO - Leste
1ª Paranaguá - 7 municípios
2ª Curitiba - 29 municípios

MACRO - Campos Gerais
3ª Ponta Grossa - 12 municípios
4ª Irati - 9 municípios
5ª União da Vitória - 9 municípios

MACRO - Oeste
6ª Guarapuava - 20 municípios
7ª Pato Branco - 15 municípios
8ª Francisco Beltrão - 27 municípios
9ª Foz do Iguaçu - 9 municípios
10ª Cascavel - 25 municípios

MACRO - Noroeste
11ª Campo Mourão - 25 municípios
12ª Umuarama - 21 municípios
13ª Cianorte - 11 municípios
14ª Paranavaí - 28 municípios
15ª Maringá - 30 municípios

MACRO - Norte
16ª Apucarana - 17 municípios
17ª Londrina - 21 municípios
18ª Cornélio Procópio - 21 municípios
19ª Jacarezinho - 22 municípios
20ª Toledo - 18 municípios
21ª Telêmaco Borba Toledo - 7 municípios
22ª Ivaiporã - 16 municípios

Créditos: